segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

cuscuz marroquino com cebola caramelada e nozes.


Gosto de começar os posts falando sobre a minha experiência com a receita ou algum ingrediente dela em particular. Gosto disso, porque, como eu já disse lá no primeiro post, eu era aquela criança mega fresca pra comer, então, numa determinada época da minha vida, quando coloquei na cabeça que mudaria meus hábitos alimentares, eu fui bombardeada diariamente com sabores, aromas e texturas diferentes, que até então, eram totalmente desconhecidos. Afinal, depois de anos e anos comendo a mesma coisa, eu tinha que recuperar o tempo perdido.

Numa dessas aventuras de comprar coisas novas, bati o olho numa caixinha de cuscuz marroquino. Tinha umas 3 ou 4 marcas diferentes. E eu nunca tinha visto elas ali, antes da melhora na alimentação. Com certeza elas estavam lá antes, eu apenas não tinha ainda olhos para elas.

Comprei uma caixinha, e fui atrás de receitas na internet e em livros (que na época, eram meia dúzia de gatos pingados). Me surpreendi em como era fácil de praparar. Não lembro como foi que eu fiz a primeira vez, mas lembro que hidratei num caldo de frango caseiro, coloquei algumas passas, uns legumes que estavam lá na geladeira e algumas ervas da hortinha. 

Delicioso. Não imaginava que era tão bom. Arnaldo nessa época tinha menos de 1 ano, e eu lembro que um tempo depois, eu já estava preparando cuscuzinho marroquino pra ele, com pedacinhos pequenos e molinhos de legumes, bastante azeite e ervinhas que ele mesmo ia na hortinha pegar. 

Aliás, eu acho que cuscuz marroquino é algo que toda mãe deveria conhecer e usar na hora do aperto. É só colocar água pra ferver com uma mão, enquanto com a outra, você pega algumas tampas de pote perdidas e dá pro bebê brincar no chão. Enquanto o cuscuz hidrata, você pega uma tábua, corta os legumes que estiverem na geladeira e coloca pra cozinhar, e ao mesmo tempo, você correr atrás do seu filho que foi engatinhando até a lavanderia pra beber a água do gato, e o coloca no carrinho. Faça caretas e empurre com o pé, pra lá e pra cá, o carrinho de bebê, que nesse momento está ocupando sua cozinha inteira, enquanto mexe os legumes na panela. Se tiver uma lata de atum sobrando, ela pode entrar na brincadeira também. Ao menos que você tenha esquecido de comprar a ração pro gato, e precise dar a lata de atum pra ele. Em seguida, misture tudo e tempere à gosto, ao mesmo tempo em que você pega com a ponta dos dedos do pé o brinquedo que seu filho jogou no chão e devolva pra ele, com o pé mesmo, fazendo uma flexão de perna que faria Daiane dos Santos morrer de orgulho. E pronto, é só servir, e todos ficarão bem alimentados.

Cuscuz marroquino com cebola caramelada e nozes

INGREDIENTES:
Azeite de oliva
1 cebola, não muito grande, fatiada em rodelas
um punhado de tomilho
25g de açúcar
5 colheres de sopa de vinagre balsâmico
200g de cuscuz marroquino
1/2 colher de chá de sal
400ml de água fervente ou caldo vegetal ou de frango
25g de manteiga sem sal
100g de nozes ou pecãs
2 colheres de sopa de óleo de nozes (ou azeite)
Sal e pimenta-do-reino à gosto e mais alguns raminhos de tomilho pra finalizar

PREPARO:
Aqueça um fio de azeite numa frigideira. Adicione a cebola, o tomilho, um pouco de sal e pimenta, e salteie em fogo médio por alguns minutos, até as rodelas de cebola estarem macias e douradas. Coloque o açúcar, o vinagre e mexa bem. Deixe caramelizar em fogo baixo, mexendo de vez em quando.

Enquanto isso, coloque o cuscuz e o sal numa tigela grande, adicione a água ou o caldo fervente e mexa bem. Tape a tigela com plástico filme e reserve por uns 15 minutos.

Aqueça a manteiga numa frigideira em fogo médio, até começar a espumar. Coloque as nozes, uma pitada de sal e cozinhe por alguns minutos, até começar a dourar. Não pare de mexer, porque elas podem queimar facilmente. Retire as nozes do fogo e coloque sobre papel toalha.

Quando a cebola estiver caramelizada e todo o líquido tiver evaporado, retire a panela do fogo. Retire também o filme plástico do cuscuz e mexa com um garfo pra soltá-lo. Junte as nozes, a cebola, o óleo de nozes e o tomilho ao cuscuz, e mexa com o garfo. Ajuste o tempero e sirva em seguida.


2 comentários:

Pérola disse...

Preciso aprender a fazer cuscuz - marroquino, paulista, baiano...hummm...Lindo!!! Adorei!

amordelar disse...

Que lindo seu blog e que belas imagens, Renata!

O cuscuz parece divino, vou experimentar!

Se quiser me faça uma visitinha!

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...